ECONOMIA / 04.06.18

Mercado vê inflação em 3,65% e crescimento menor do PIB em 2018

VALOR ECONÔMICO

A mediana das projeções dos economistas do mercado para a inflação oficial em 2018 subiu de 3,60% para 3,65%, segundo a pesquisa semanal Focus, do Banco Central (BC), divulgada nesta segunda-feira. Foi a terceira elevação consecutiva na projeção. Em 12 meses, as expectativas para o aumento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passaram de 4,32% para 4,38%.

No caso de 2019, a mediana das estimativas teve um leve ajuste, de 4% para 4,01%. Entre os economistas que mais acertam as previsões, grupo chamado Top 5, de médio prazo, a mediana para a inflação oficial se manteve em 3,24% no fim de 2018 e em 3,75% em 2019. As estimativas para a taxa básica de juros, Selic, não sofreram alterações: ficaram em 6,50% para o fim de 2018 e 8% no encerramento de 2019 tanto entre os economistas em geral quanto entre os economistas Top 5 de médio prazo.

Atividade

Os analistas consultados pelo BC esperam um crescimento de 2,18% para a economia brasileira neste ano, em vez de 2,37%. Para 2019, a previsão continua sendo de uma expansão de 3% para o Produto Interno Bruto (PIB) do país, patamar inalterado há 19 semanas. Vale notar que, na quarta-feira da semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que a economia brasileira cresceu 0,4% no primeiro trimestre de 2018, em relação aos três meses antecedentes.

O desempenho provocou revisões das projeções para o resultado da economia do país por diversas casas de análise e instituições financeiras, quase todas para baixo. Câmbio Os economistas do mercado decidiram elevar suas apostas para o dólar para R$ 3,50 tanto no fim deste ano quanto no fechamento do próximo calendário.

Anteriormente, as previsões eram de a moeda americana terminar os respectivos períodos em R$ 3,48 e R$ 3,47. Entre o grupo Top 5, de médio prazo, a projeção para o dólar foi mantida em R$ 3,50 no fim de 2018 e aumentou de R$ 3,50 para R$ 3,60 no término do ano seguinte.