ECONOMIA / 04.12.17

Mercado eleva previsão de crescimento do PIB em 2017 para 0,89%

VALOR ECONÔMICO

Os analistas consultados pelo Banco Central (BC) no Boletim Focus preveem crescimento de 0,89% para a economia brasileira neste ano, acima do avanço de 0,73% estimado anteriormente e mantido nesse patamar há cinco semanas.

A pesquisa divulgada nesta segunda-feira pela autoridade monetária mostra já os ajustes feitos pelos analistas do mercado em suas projeções para o desempenho da economia brasileira em 2017, após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informar na última sexta-feira que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,1% no terceiro trimestre e, mais do que isso, revisar para cima os números do primeiro e do segundo trimestre deste ano e de 2016.

Para 2018, a mediana das estimativas para a expansão do PIB também subiu, de 2,58% para 2,60%. Do lado da inflação, a previsão para a alta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) saiu de 3,98% para 3,96% em 12 meses e de 3,06% para 3,03% em 2017. No caso do próximo ano, a projeção permaneceu em 4,02% de aumento.

Entre as instituições que mais acertam as projeções, o chamado Top 5, as estimativas de médio prazo para a alta do IPCA passaram de 3,10% para 3,09% em 2017 e foram mantidas em 4% em 2018. Também foram conservadas as expectativas para a taxa básica de juros, Selic, em 7% tanto no fim deste calendário quanto no fechamento do próximo ano pelos economistas em geral e em 7% para 2017 e em 6,50% para 2018 as projeções de médio prazo do Top 5.

Para o câmbio, a expectativa foi mantida em R$ 3,25 no fim deste ano e R$ 3,30 no encerramento de 2018, mantendo a mesma projeção há 11 semanas. Entre o Top 5, a previsão de médio prazo das projeções para o dólar saiu de R$ 3,15 para R$ 3,20 no fim deste ano e de R$ 3,20 para R$ 3,30 no próximo calendário. A previsão de crescimento da produção industrial pelos economistas em geral consultados pelo Focus foi mantida em 2% em 2017 e 2,90% em 2018.

Compartilhe